Publicidade

  • kartucho
  • verde

Professora assassinada foi sepultada neste sábado em Nova Mutum

O corpo da professora Rosângela da Silva, 32 anos, que foi assassinada, foi sepultado, na manhã deste sábado (09), em Nova Mutum/MT. O corpo dela foi submetido a exames no Instituto Médico Legal (IML), em Sorriso, e liberado para os procedimentos fúnebres. O órgão não informou qual teria sido a causa da morte da vítima.

 

De acordo com a funerária Pax Dois Irmãos, o velório de Rosângela aconteceu durante à madrugada, no memorial da empresa, localizado em frente ao cemitério municipal. O sepultamento estava previsto para acontecer entre 7h e 8h da manhã.

 

Conforme já noticiamos, o corpo da Professora Rosangela foi encontrado nesta quinta-feira (07), no início da noite, em um matagal às margens da rodovia estadual MT-249 em Nova Mutum (de acesso a São José do Rio Claro). Foram 14 dias de buscas até investigadores da Polícia Civil chegarem ao local, próximo à ponte sobre o Rio Arinos.

 

O delegado de Polícia Civil em Nova Mutum, Rodrigo Costa Rufato, que coordena as investigações, explicou que “a vítima vestia as mesmas roupas do dia do desaparecimento e estava com objetos pessoais (relógio, anéis, piercing)”. “O corpo foi localizado coberto com um lençol e alguns galhos quebrados e jogados por cima. Estava também em processo de decomposição parcial, mas parte do corpo ainda se mantinha preservada, inclusive, as tatuagens estavam com nitidez, possibilitando identificar que se tratava da professora”, disse Rufato.

 

O empresário Alessandro Lautenschlager, 31 anos, que foi namorado da professora, está preso desde a última quarta-feira (30), em Foz do Iguaçu (PR), por ordem judicial, e deve ser transferido para Mato Grosso. A Polícia Civil tem fortes suspeitas que ele matou Rosângela.

 

No entanto, Alessandro se manteve em silêncio no interrogatório para a polícia paranaense. O delegado mencionou que ele “deixou o carro na casa dos pais e desapareceu. Além disso, em meio aos depoimentos e declarações encontramos elementos que comprovam que ele matou a Rosângela. Já é possível afirmar que ele cometeu esse crime”, disse, anteriormente.

 

A polícia detalhou que Alessandro “foi visto buscando Rosângela, em um contexto de forte discussão entre o ex-casal. Ambos seguiram em um HB20 branco. Uma amiga da vítima ficou na casa e viu Rosângela saindo com ele. Foi apurado que, no dia 26 do mês passado, o suspeito deixou a cidade em fuga ao Paraguai. Ele passou a ser monitorado e já com indícios de ter assassinado a vítima”, disse o delegado.

 

Em nota, a prefeitura de Nova Mutum lamentou a morte da professora e decretou luto oficial três dias. Ela trabalhava na escola municipal Lucia Faccio desde fevereiro de 2016. No documento, a administração também destacou e reconheceu o trabalho dos policiais para encontrar o corpo de Rosangela.

 

Só Notícias/Herbert de Souza/Editoria/Cleber Romero

 

NO MUNDO

MEGA SENA

Rádio Cabiúna no Facebook

No Twitter

 
 
 

FEED RSS

Você está aqui: Home Jornalismo Policial Professora assassinada foi sepultada neste sábado em Nova Mutum