Publicidade

  • kartucho
  • MARMORARIA VITORIA
  • verde

Jogadores da Alemanha brincam e puxam a festa do título com multidão

Cerca de 400 mil torcedores largaram trabalho, escola ou qualquer outro dever para receber a seleção alemã campeã da Copa do Mundo, na manhã desta terça-feira, em Berlim. E nem se incomodaram com o atraso na programação e a espera de quase cinco horas de pé só para verem os craques responsáveis pela façanha no Brasil.

Todos os protocolos foram quebrados para a realização de uma festa inesquecível aos alemães. Na chegada a Berlim, o voo da seleção mudou de rota e deu praticamente um rasante na multidão que já esperava pelos campeões no Portão de Branderburgo, onde uma série de shows com artistas locais.

 

- Eu fiquei arrepiada, nunca vou esquecer desse momento, que coisa mais linda - disse uma torcedora.

O pouso no aeroporto foi transmitido ao vivo pelo telão e comemorado como gol pelos torcedores, que assistiram e vibraram com cada momento no percorrer do caminho. Da saída dos jogadores do avião, ao desfile em carro aberto, até, finalmente, a chegada na concentração principal.

 

O elenco de estrelas passou a viagem inteira do avião até o Portão de Brandemburgo tomando cervejas. Quando chegaram no palco, colocaram para fora a emoção com brincadeiras e cantos. O primeiro a 'aprontar' foi Toni Kroos, que roubou o microfone do apresentador do evento e puxou um grito em homenagem a Miroslav Klose, agora o maior artilheiro da história das Copas, com 16 gols.

 

- Deus do futebol! Deus do futebol! - gritava a multidão

 

Depois foi a vez do goleiro Manuel Neuer, um dos preferidos dos alemães tomar conta da bagunça. Primeiro, o arqueiro pediu silêncio, e depois puxou mais um grito de celebração ao título. Götze, Schweinsteiger e Müller foram os mais aplaudidos pelo público. O último, artilheiro da Alemanha nesta Copa com cinco gols, foi o responsável por puxar a tradicional 'Humba', dança de celebração das vitórias alemãs.

 

Em um momento engraçado, quando foram chamados ao palco, Müller, Hummels, e mais alguns jogadores, entraram de cabeça baixa e em silêncio, foram até o limite, onde estava o público, e se jogaram no chão. No meio deles, escondido, estava o baixinho Philip Lahm, capitão do time, com a taça. A torcida enlouqueceu. A festa foi perfeita, à altura do futebol apresentado pela Alemanha no Brasil, e merecida, pelo quarto título do país na Copa do Mundo.

 

 

FONTE - GLOBO.COM

 

Você está aqui: Home Jornalismo Esporte Jogadores da Alemanha brincam e puxam a festa do título com multidão